Arquivo

Posts Tagged ‘Nostalgia’

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #015

junho 17, 2010 3 comentários

Quando eu li essa informação, não me contive e tiver que rir.
Não, eu não ri espalhafatosamente como um “HEAUEHAUHEAUHEAUHAEUHEA” ou um enorme “KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK“.
Eu achei engraçado e interessante. Esbocei um sorriso. Pronto.

Mas é fato de que isso me lembrou a minha infância. Explico abaixo o porquê.

Nooooossa, KM… Não acredito! Você comia seu catarrinho quando era criança é? Faz isso até hoje?

Não é isso, meus caros. Não é isso.
Sempre fui um rapazinho muito asseado e sempre limpava a goga verde (ou amarelo, ou verde-amarelo, ou amarelo esverdeado) que insistia em sair em momentos de choro, gripe ou espirros sem propósito.
E onde entra a bendita da infância?
Ora… Nos meus amigos, é claro.

Que atire a pedra quem nunca teve um amiguinho catarrento.
Que atire a pedra quem nunca teve um amiguinho/um coleguinha na rua catarrento e barrigudo.
Que atire a pedra quem nunca teve um amiguinho/um coleguinha na rua/um coleguinha na escola que era catarrento, barrigudo e, quando espirrava, limpava o catarro no uniforme escolar.

Mas é sério.
Eu, como um rapaz que realmente teve infância, convivi com isso.
Quando rolava um babinha* na rua, sempre tinha um que se destacava na multidão por estar com um catarrinho escorrendo pelo nariz. O curioso não é nem isso: Ele sempre sugava o catarrinho e ainda lambia a boca.
Outro fato curioso é o motivo da barriguinha avantajada. Sabemos que, na fase adulta, a culpa é da cerveja. Na infância, a culpa é das tão famosas vermes.

Por causa dessa cena clássica, comumente comparo algumas pessoas a “meninos barrigudos com o catarro verde escorrendo pela boca”.
Nada comum, não é?
Hoje em dia eu vejo como era tão bobo e inocente toda essa cena.
Uma criança tá ali com o nariz escorrendo e, muitas vezes, parece “ostentar” o muco que escorre do nariz. Ou talvez seja porque, depois de tantas tentativas, o danado não some e resolve-se deixar lá.
Chorando demais, um resfriado, seja como for, o catarrinho alguma vez apareceu no quadro da infância de todos.
E o que dizer, então, de pessoas adultas que “comem” o próprio catarro?
Eu nem sei o que dizer. Pelo que me disseram *assobio*, o catarro é salgadinho. Quem disse isso foi meu irmão! Vai ver é gostoso, sei lá. Se você resolver provar, vá até “Deixe um comentário” e conte a sua experiência pra gente, ok?


E para presenteá-los, eu não poderia deixar de expôr aqui algumas imagens interessantíssimas a respeito, não é?
Deliciem-se com essa sopinha, esse caldinho, essa vitamina de abacate que insiste em aparecer em alguns momentos da vida.
E se cuidem: O inverno está chegando e, com ele, bem… Você sabe! 😀

Eu ia postar imagens muito, mas muito nojentas. Agradeçam-me pelas fofurinhas logo abaixo na parte dedicada aos comentários.
E rolar um babinha* é o equivalente a “jogar um futebolzinho”.

KM ‘

Snake

Que atire a primeira pedra o primeiro tijolo quem nunca jogou no seu celular Nokia® (ou no do amigo, vizinho, conhecido) esse tão famoso jogo.
Viciante, estimulante, irritante, f#da, dentre outros adjetivos irrelevantes, o fato é que este é um jogo clássico e que gerações já tiveram (e tem) o prazer de jogá-lo.
A você, leitor da #UP, ofereço a oportunidade de jogar através do seu próprio computador.

Cuma que faz isso Cá-êmi?

Clique Aqui para jogar!

[Utilize as setas do seu teclado para guiar a “cobra”.]

Divirtam-se! 😀


KM ‘

Nostalgiando

Pessoal não lembro onde porem encontrei essa site aqui que provavelmente vai fazer você entrar em nostalgia .  (Eis surge o nome nostalgiando sugestivo não?)

Quero ver como vocês estão a respeito de desenhos antigos.

http://www.nostalgiando.com/jogo.html

Então nesse site é o primeiro da série (Sim tem mais de um). nesse eu fiz apenas 10 pontos (isso mesmo 10, tsc) porem eu sei de alguns tenho certeza mais não lembro =/

http://www.nostalgiando.com/jogo2.html

No segundo jogo eu joguei até a musica 25 e acertei apenas 5.

Vamos ver como vocês se saem.

Cya~

[.Avi]

%d blogueiros gostam disto: