Arquivo

Posts Tagged ‘Curiosidades’

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #018

agosto 10, 2010 Deixe um comentário

O “Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias” publicado semanal ou mensalmente ¬¬ atinge a maioridade!
Êê~eêÊe~E~e~eê!
18. Entendeu?

Eu sei que vocês ficam ávidos por mais um post deste blogueiro que vos escreve neste momento.
Eu já comentei aqui que estou trabalhando, não é?
Pois é. Eu sei que já comentei. Foi uma pergunta retórica. Só quis ressaltar porque gostei da sonoridade da palavra “trabalho”.

Ai, KM… Por que você sempre tem que bater um papinho informal e entediante no começo dos seus posts?
Resposta: Para manter um vínculo afetivo com os queridos leitores.
Tá, é mentira.
É só vontade de descontrair mesmo.

Vamos, pois, ao post de hoje.

– Imagine a cena –

Haja vista que a prolixidade polinêmica é um estado da pseudocodopsia cambriana, será que a ficoeritrina é também um componente da minha estrutura?
Pensar nisso me estressa às vezes…

A partir do pensamento a seguir, pode-se inferir que ele pertence a:

a) Um nerd ;
b) Um pseudocult;
c) Uma cacatua caolha;
d) Uma planta;
e) Um coral.

Se você chutou a alternativa número c), meus parabéns: Você errou!
Se chutou uma das duas óbvias a) ou b), advinhem… Erraram.

Sobraram, pois, a d) e a e). anabolizante?

Vamos então à revelação bombástica do dia:

Eu nunca mais dormirei com a consciência tranquila depois de ler esta informação.
Tá, é mentira.
Vamos à explicação científica para tal:

Plantas estão aptas a ‘lembrar’ e ‘reagir’ à informação contida na luz, segundo pesquisadores.
Plantas, dizem os cientistas, transmitem informação sobre a intensidade e a qualidade da luz de uma folha para outra de modo similar ao nossos sistemas nervosos.
Esses ‘sinais eletroquímicos’ são carregados pelas células que agem como ‘nervos’ das plantas.
Em seus experimentos, os cientistas mostraram que a luz que brilhou em uma folha fez com que toda a planta respondesse.
E a reação, que tomou a forma de reações químicas induzidas pela luz nas folhas, continuou no escuro.
Isto mostrou, segundo eles, que a planta ‘lembrou’ da informação contida na luz.

BBC

Incrível, não é?!
Ai, KM, não entendi nada…

A plantinha tá no escuro. Ilumina-se uma única folha.
A plantinha toda recebe o sinal luminoso mesmo com uma única parte iluminada.

E o que diabos isso tem a ver com o pensamento?

Bem, como eu estou com extrema preguiça de explicar o processo, clique aqui para visualizar o link do blog “Tudo sobre plantas”.
Super recomendado mesmo.
É uma curiosidade interessante e vale a pena a leitura.

Vou dormir com medo do que a grama pensa de mim quando piso sobre ela…

That’s all for now! 😀

Se você, assim como o autor deste post, achou que isso ficou extremamente desconexo e confuso, vote com as estrelinhas aí embaixo.

via, via.


KM ‘

Anúncios

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #016

julho 7, 2010 2 comentários

Olá, olá, olá, caros leitores…
Eu sei que vocês estavam morrendo de saudades da minha presença por aqui.

Onde você estava, KM? Fiquei esperando um post seu por dias…

Acalmem-se. Aqui estou eu novamente com uma curiosidade diária que não é diária.
“O nome do post é ‘Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias’ mas nunca tem uma curiosidade todo dia.” – Disse um amigo meu.
Isso é verdade. Eu ri quando ele fez essa observação.

Acontece que eu estive “vivendo uma vida social” no último fim de semana.
Bom pra mim. Bom pra quem estava ao meu lado.
Ruim pra quem não estava. Ruim para quem acompanha o blog.
Para compensá-los Tá, eu sei que não vai compensar, trago mais um post com uma curiosidade interessante.

Curiosamente, ora vejam só, a curiosidade é também um retrato do meu fim de semana.

Se, a partir do que eu disse, você presumiu que eu também sou um dos adultos que não dormem as recomendadas horas de sono, meus parabéns. You’re PH#DA!
Festas, trabalho e outras coisas consumiram o meu tempo no fim de semana.
Há algo de errado na afirmação acima, não é?
Aos que se depararam com a palavra trabalho e se espantaram, saibam que é verdade. Mas isso não vem ao caso.

Se você é adulto e pertence a estes 97%* da população mundial que dorme mal, preocupe-se e mude já os seus hábitos.
Uma noite de sono é fundamental para que o cérebro possa descansar e melhorar o seu desempenho de memória, imaginação, criatividade, raciocínio e etc.
Numa comparação, digamos, geek, eu diria que a falta de uma boa noite de sono seria como não limpar a memória cache do seu navegador. Se você limpa (dorme), você abre espaço para maior organização cerebral e agiliza o seu navegador (o cérebro).

Meio sem nexo?
Ok, ok… Eu estou com sono. Muito sono.
Tá vendo o que acontece? Eu também fico muito estranho.

Em três dias, dormi 12 horas. Isso não é bom.

Aaah, já ia me esquecendo:
O sono é  fundamental para o crescimento! É durante o sono que o GH (growth hormone – hormônio do crescimento) é liberado e permite que crianças e adolescentes tenham um ótimo desenvolvimento no que diz respeito a estatura.
Se, a partir do que eu disse, você presumiu que eu, enquanto adolescente, não dormia porque ficava demais no PC ou por quaisquer outros motivos, entendendo assim que esse seria um dos principais fatores da minha falta de estatura desenvolvida, meus parabéns. You’re PH#DA again!

Crianças e adolescentes leitores deste blog, façam o favor de dormir para que cresçam fortes, saudáveis e com ótima memória.
“Virar zumbi” não é algo interessante, acreditem.
E, chegando à fase adulta, façam o favor de pertencer ao grupo dos 3%** (os que dormem bem).

That’s it for now…

via

Os valores * e ** estavam invertidos. Observação feita pela leitora Rebeca Menezes.

KM ‘

10 curiosidades sobre o sexo

junho 24, 2010 2 comentários

Hey, oh…

Como têm passado, presente e futuro, caros pupilos do Senhor Miyagi (que Buda o tenha) ?
Por aí, nessas andanças internetescas, achei um post interessante sobre este assunto interessante.
Só para constar, este é o 2º (segundo) post que aborda essa temática. Não sabe qual foi o primeiro? Clique AQUI para visualizá-lo.

1º. Durante a ejaculação, o esperma viaja a uma velocidade de mais de 10km/h e sai a uma temperatura de 36 graus, os batimentos cardíacos podem ser de até 150 por minuto.

2º. Numa relação sexual, o homem produz 200 milhões de espermatozóides.

DU-ZEN-TOS! 200 milhões! […]

Para refletir...

3º. O Viagra só é legalmente vendido em 5 países do mundo. Uma pílula de Viagra chega custar cerca de 23 mil escudos no mercado negro da Malásia.

MALUUUUUUUCO! 23 mil escudos? Não sei quanto é em reais e tô com preguiça de fazer a conversão. Mas, pelo tom da notícia, é uma quantia acima de R$1,00.
Já sabem pra onde ir e o que levar pra ficar rico, não é?

4º. Durante as preliminares, o seio da mulher pode aumentar cerca de 25% de tamanho.

Imagine aí com +25%. Pois é…

5º. O presidente francês François Faure morreu num bordel, em 1899, durante o ato sexual. A “senhora” que o acompanhava ficou tão aterrorizada que contraiu a vagina de tal forma que foi preciso uma cirurgia para remover o membro do falecido.

É o que acontece quando as profissionais do sexo não se alimentam direito…

6º. Os homens castrados vivem cerca de 13 anos a mais que os homens mais afortunados. E, como grupo, as freiras vivem mais do que todos.

Não tenho a intenção de viver 13 anos além do necessário. Obrigado.
Quanto às freiras… Aaaaaaaabençoadas sejam, amém!

Foto tirada em 1912. Todas elas tinham 18 anos. Estão vivas até hoje.

Nada de homens castrados, oras! ¬¬’

7º. Na Europa do século XIV, era permitido a um nobre deixar o órgão sexual à mostra sob a túnica. Aqueles que não eram muito avantajados podiam usar um pênis falso, de couro.

O que tinha de rei que na verdade era “rainha”, não era brincadeira. Os artesãos do couro tinham muito dinheiro por causa disso.

Eu preciiiiiiso de um companheiro!

8º. Eduardo VII, rei da Inglaterra, mandou fazer uma mesa especial para que pudesse fazer sexo sobre ela.

É só apertar o botão vermelho e ela se ajusta às suas necessidades.

Esta mesa especial tinha um sistema único de amortecimento de impacto e contava com um massageador controlado por ondas de rádio.

9º. Em 1609, um médico chamado Wecker encontrou um cadáver  de um homem com 2 (dois) pênis.

HOLY CRAP! E você aí achando que Lady Gaga era algo bizarro, hein?!

10º. Duração Média de Ereção, sendo I = Idade, D = Duração Média em Minutos

I– 15 = D- 12
I– 16 – 20 anos = D– 43 min.
I– 21 – 25 anos = D– 54 min.
I– 26 – 30 anos = D– 53 min.
I– 31 – 35  anos = D– 47 min.
I– 36 – 40 anos = D– 41 min.
I– 41 – 45 anos = D– 31 min.
I– 46 – 50 anos = D– 29 min.
I– 51 – 55 anos= D– 27 min.
I– 56 – 60 anos = D– 21 min.
I– 60 – 65 anos = D– 19 min.
I– 66 – 70 anos  = D– 07 min.
I– 71 + = D- 00

Você, homem do sexo masculino (não posso dizer dos que pertencem ao sexo feminino), provavelmente deve estar se sentindo “O CARA”, não é?
Mas se você está na faixa dos 70, tenho uma coisa a dizer:

Só lamento!

🙂

That’s all for a while.

via

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #015

junho 17, 2010 3 comentários

Quando eu li essa informação, não me contive e tiver que rir.
Não, eu não ri espalhafatosamente como um “HEAUEHAUHEAUHEAUHAEUHEA” ou um enorme “KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK“.
Eu achei engraçado e interessante. Esbocei um sorriso. Pronto.

Mas é fato de que isso me lembrou a minha infância. Explico abaixo o porquê.

Nooooossa, KM… Não acredito! Você comia seu catarrinho quando era criança é? Faz isso até hoje?

Não é isso, meus caros. Não é isso.
Sempre fui um rapazinho muito asseado e sempre limpava a goga verde (ou amarelo, ou verde-amarelo, ou amarelo esverdeado) que insistia em sair em momentos de choro, gripe ou espirros sem propósito.
E onde entra a bendita da infância?
Ora… Nos meus amigos, é claro.

Que atire a pedra quem nunca teve um amiguinho catarrento.
Que atire a pedra quem nunca teve um amiguinho/um coleguinha na rua catarrento e barrigudo.
Que atire a pedra quem nunca teve um amiguinho/um coleguinha na rua/um coleguinha na escola que era catarrento, barrigudo e, quando espirrava, limpava o catarro no uniforme escolar.

Mas é sério.
Eu, como um rapaz que realmente teve infância, convivi com isso.
Quando rolava um babinha* na rua, sempre tinha um que se destacava na multidão por estar com um catarrinho escorrendo pelo nariz. O curioso não é nem isso: Ele sempre sugava o catarrinho e ainda lambia a boca.
Outro fato curioso é o motivo da barriguinha avantajada. Sabemos que, na fase adulta, a culpa é da cerveja. Na infância, a culpa é das tão famosas vermes.

Por causa dessa cena clássica, comumente comparo algumas pessoas a “meninos barrigudos com o catarro verde escorrendo pela boca”.
Nada comum, não é?
Hoje em dia eu vejo como era tão bobo e inocente toda essa cena.
Uma criança tá ali com o nariz escorrendo e, muitas vezes, parece “ostentar” o muco que escorre do nariz. Ou talvez seja porque, depois de tantas tentativas, o danado não some e resolve-se deixar lá.
Chorando demais, um resfriado, seja como for, o catarrinho alguma vez apareceu no quadro da infância de todos.
E o que dizer, então, de pessoas adultas que “comem” o próprio catarro?
Eu nem sei o que dizer. Pelo que me disseram *assobio*, o catarro é salgadinho. Quem disse isso foi meu irmão! Vai ver é gostoso, sei lá. Se você resolver provar, vá até “Deixe um comentário” e conte a sua experiência pra gente, ok?


E para presenteá-los, eu não poderia deixar de expôr aqui algumas imagens interessantíssimas a respeito, não é?
Deliciem-se com essa sopinha, esse caldinho, essa vitamina de abacate que insiste em aparecer em alguns momentos da vida.
E se cuidem: O inverno está chegando e, com ele, bem… Você sabe! 😀

Eu ia postar imagens muito, mas muito nojentas. Agradeçam-me pelas fofurinhas logo abaixo na parte dedicada aos comentários.
E rolar um babinha* é o equivalente a “jogar um futebolzinho”.

KM ‘

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #014

junho 15, 2010 1 comentário

Fóóóóóóóóóón!

E é ao som de uma irritante vuvuzela que começaremos o post de hoje.
Uma curiosidade curiosa está aí, logo abaixo. Confira e, mais abaixo, comentários pessoais a respeito.

Baseado em quê, pelo chumaço de algodão?
Nós, homens do sexo masculino, somos carrancudos e rimos menos.
Isso deve ser atribuído ao fato de que, antropologicamente falando, não fomos feitos para rir.

O ato de rir, de demonstrar felicidade, poderia sugerir fragilidade.
Sim, meus caros. Exatamente.
Os nossos ancestrais, para intimidar os inimigos, precisavam sempre mostrar a carranca de macho-alfa para que impressionasse os machos de outras tribos e os afugentasse.
Com o passar dos tempos, acabamos por incorporar essa características dos fulaninhos que nos antecederam.

Ora, KM… Já que você tá falando dos homens aí, explica porque as mulheres são as que mais riem, por favor.

Simples, meus caros.
Bem sabemos que os homens são muito mais razão e as mulheres são muito mais emoção.
Os homens iam à caça, protegiam os lares enquanto as mulheres ficavam em ‘casa’, cuidando da prole. Então, infere-se que os machos tinham muito mais com o que se preocupar e, com isso, menos tempo pra ficar achando graça do mundo perigoso em que viviam. As moçoilas, por outro lado, ficavam em suas ‘casas’ amamentando os filhos e executando tarefas mais light’s, mas não menos importantes que as dos homens.

Claro e evidente que rir é bom, é o “bicho da goiaba”, é divertido e etc, etc.
Ninguém aqui está dizendo que ser sério vai te fazer mais homem que ninguém.
E é fato que ficamos sérios, carrancudos quando enfrentamos um outro homem.
Queremos impôr nossa masculinidade, ser  o cara, o dono do pedaço.  Acreditem ou não, isso é comum a praticamente todas as espécies.

Mas há algumas coisas que não entendo a respeito das mulheres:

– Sangram todo mês;
– Viram bichos alucinados com sede de matança;
– Sofrem com o treino do parto mensalmente. Sim, eu falo das cólicas. (Eu sei lá se é a mesma dor! ¬¬);
– Sofrem com a dor excruciante do parto. Hoje não mais, com o advento do parto cesariano;
– Sofrem com a distribuição da gordura corporal;
– Sofrem com as maiores possibilidades de desenvolver câncer de mama…

… e ainda assim, têm inúmeros motivos para sorrir.

É isso.
Deve ser por isso que admiro tanto essas criaturas que Deus nos deu. 😀

KM ‘

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #013

junho 11, 2010 2 comentários

Tuntz… tuntz… tuntz… ♫

Olá, caros amigos… Como têm passado?
Estive ausente por alguns dias devido a alguns problemas de saúde.
Mentira… Eu estive ausente por – além dos probleminhas de saúde – preguiça mesmo. Preferi ficar na cama, enrolado em cobertores, a ficar aqui disponibilizando coisas pra vocês.
Nãããão. Não me levem a mal. É uma questão de preguiça mesmo. Não é descaso com vocês.

Pra compensar, trago mais uma curiosidade curiosa.

Não é que as vaquinhas são bichinhos interessantes também?
As vacas são responsáveis por babar 150 litros por dia também por um processo de alimentação peculiar: Elas ruminam.
Uotafoca, KM… Que diabos é ruminar ?

Ruminar é o ato ou efeito de mastigar o alimento, enviá-lo ao estômago, trazer de volta à boca, mastigar e, por fim, engolí-lo de vez.

Eeeeeeeeeecaaaa… Que nojiinho!

É, caros amigos… Eu sei.
É um tanto quanto nojentinho.
Mas raciocinem comigo: Vaca come grama. Grama é difícil de digerir. Ruminar é legal. Grama é digerida. Vaca feliz.

Ora, é nojento pra você que come alimentos industrializados, macios e facilmente mastigáveis.

E, pra finalizar, R$1,00 pra quem descobrir onde foi o meu primeiro contato com a palavra ruminar:

a) Documentário sobre o comportamento animal em fazendas – as vacas, porcos e ovelhas – que passou na TV Cultura no ano de 1997;

b) Gibi da Magali. A personagem principal visitava um sítio onde observou o comportamento das vaquinhas. Lido no ano de 1996;

c) O Mundo de Beakman, programa televisivo infantil, mostrava cientificamente os movimentos peristálticos, os processos da alimentação humana e comparava com outros animais, incluindo as vacas. Visto em 1995.

d) Gibi do Chico Bento. O personagem principal estava cuidando dos animais e mostrava ao primo da cidade as curiosidades da fazenda. Porcos na lama e vacas na grama. Lido em 1996.

e) Sala de aula. A professora de ciências propôs uma atividade para pesquisar os animais mais curiosos de uma fazenda. Meu grupo – de três pessoas – escolheu a vaca. Nas enciclopédias, entendemos esse processo estranho das vacas. Ano de 1997.

That’s all for a while, dear friends.

😀

KM ‘

Aprenda Alguma Coisa Todos os Dias #012

Uh tererê, o boi da cara preta vai pegar você!
Brincadeira, amiguinhos… Juro que não entendo como os pais fazem isso para “assustar” uma criança.
Boi da cara preta? Pfff…

Mas, por incrível que pareça, não é dele que falaremos.
Falaremos das incríveis, exuberantes, supremas, ninjas, estranhas, curiosas e interessantes… GIRAFAS!

Enquanto estes pequenos mamíferos dormem “pouco” e têm um pescoço avantajado que lhes confere uma altura impressionante, os humanos e seres que se dizem humanos têm que dormir, em média, 8 horas para que as glândulas do crescimento trabalhem direitinho, para que o cérebro fique bem e outras coisas mais.

Curiosidades “curiosas” sobre a girafa:

– Ela dorme em pé. Isso mesmo. Elas demoram muito tempo pra se levantar e podem ser atacadas por leõs, hienas ou cachorros selvagens;

– Uma girafa corre até 56 km/h;

– As manchas de uma girafa são como impressões digitais: Uma nunca é igual a outra;

– Ela só toma água quando se sente segura, pois, quando se abaixa, fica exposta a ataques de predadores. Como se alimentam de folhas que contêm bastante líquido, podem ficar semanas sem beber água;

– A girafa tem um enorme coração que pode pesar até 11 kg, com 60 cm de comprimento e 8 cm de espessura nas paredes. É o maior do mundo!
É 43 vezes maior do que o coração do homem e precisa bater muito forte;

– É, atualmente, o animal mais alto do mundo chegando a medir 5,80m do chão ao topo de suas pretuberâncias, isto é, até a ponta dos cornos. Entretanto, a altura da girafa adulta pode variar bastante, em média de 4,0 até quase 6,0 metros. O macho é maior que a fêmea;

– Apesar de parecer “magrinha”, não é bem este o caso. A girafa é, com o elefante e o rinoceronte negro, um dos mamíferos mais pesados do mundo. Pesa aproximadamente de 800 a 1.400 kg;

– O intestino da girafa é comprido. Muito comprido. Mede quase 80 metros!

Então é basicamente isso, meus caros leitores.
Não se esqueçam de, antes de dormir, lembrar do boi da cara preta citado nas primeiras linhas.

That’s it!

😀

KM ‘

%d blogueiros gostam disto: